Os carboidratos são mesmo culpados pelo ganho de peso? " /> "/>

notícias
 
Os carboidratos são mesmo culpados pelo ganho de peso?

A medicina individualizada comprova que, para alguns organismos, não ingerir esse macronutriente pode não fazer nenhuma diferença

Atualmente é muito comum vermos dietas baseadas na exclusão dos carboidratos, embora não exista nenhuma comprovação científica que culpe a ingestão desses macronutrientes para o ganho excessivo de peso. ?Muitas dessas dietas se utilizam do corte dos carboidratos com o objetivo de obter uma resposta imediata, sem a percepção de que, a longo prazo, o resultado pode ser desastroso?, explica Lia Kubelka, geneticista e diretora clínica do Laboratório Biogenetika.
O equilíbrio entre os grupos alimentares é fundamental para o bom funcionamento do organismo e a exclusão dos carboidratos da dieta pode não ser a solução para essa epidemia de obesidade e sobre peso. Com o avanço da medicina genética, que age de uma forma individualizada, já existem algumas respostas sobre a relação dos fatores genéticos com o ganho de peso. ?Hoje em dia hoje já é possível saber como é a nossa resposta individual aos carboidratos e se realmente eles aumentam o nosso peso corporal?, acrescenta Lia Kubelka.
Segundo a diretora clínica, o que se deve saber é que fatores genéticos podem ter influência na resposta individual ao consumo deste importante macronutriente, principal fonte de energia de todo o organismo humano. Assim, fazer uma dieta centrada em se abster desse grupo alimentar pode não ser eficaz. Estudos demonstram que 65% dos indivíduos tendem a retornar para o peso inicial e 95% tendem a escapar da dieta, aumentando o consumo calórico de maneira excessiva e não saudável. A idade também pode influenciar no grupo alimentar vilão relacionado ao ganho de peso.
Para algumas pessoas, o sacrifício de cortar o carboidrato da dieta pode ser desnecessário. Enquanto para outras, é importante controlar sua ingestão. Os laudos genéticos realizados pelo Laboratório Biogenetika são capazes de construir uma dieta adequada para cada indivíduo. "O que é bom para um pode não ser para o outro. Além da individualização dos tratamentos, também é necessária uma individualização do estilo de vida? explica Lia.


Fonte: Prima Press
 
 



Voltar




 
Leblon | Rio de Janeiro | RJ | Tel 21 2219.4380