Técnicas combatem a calvície masculina Para os homens que sofrem com a perda de cabelos e não querem resolver o problema raspando a cabeça, há duas técnicas de implantes capilares que garantem que a calvície não seja mais um incômodo. Os procedimentos FUT (Follicular Unit Transplantation ou Transplante de Unidades Foliculares) e FUE (Follicular Unit Extraction ou Extração de Unidades Foliculares) utilizam os próprios cabelos do paciente para enxertá-los em outras partes do couro cabeludo.
As técnicas modernas utilizadas pelo cirurgião plástico Marcelo Daher para resolver o problema de quem perdeu o cabelo garantem um resultado natural. "A técnica FUE é feita fio a fio, durante o procedimento, nós retiramos aproximadamente 2 mil folículos pilosos da nuca do paciente. Isso é o suficiente para esconder as chamadas entradas na parte frontal", explica o cirurgião. Segundo o Dr. Marcelo, o implante é indicado para quem tem cabelos firmes na região da nuca, pois são esses que serão usados para o transplante.
Na técnica FUT, folículos contidos em micrografts (microenxertos) são retirados da parte posterior da cabeça, na região occiptal e transplantados para a zona calva anterior ou na área da coroa. "A cirurgia é feita sob anestesia local mais sedação, geralmente na parte da manhã e o paciente vai pra casa a tarde. Não usamos curativo", explica o Dr. Marcelo Daher. Nas duas técnicas é utilizado o cabelo do próprio paciente. Segundo o médico, o resultado é ótimo e natural. É importante seguir os cuidados do pós-operatório utilizando cosméticos indicados pelo médico.
Em alguns casos, é necessária mais de uma intervenção para que o implante seja eficaz onde não nasce mais cabelo. De acordo com Dr. Marcelo, quem sofre com a perda gradual dos cabelos deve, primeiramente, procurar um especialista na área de dermatologia. "O ideal é consultar um dermatologista para tentar resolver o problema com tratamento clínico através de medicação e procedimentos estéticos. Se for estabelecido que o caso é irreversível, o paciente deve procurar um cirurgião plástico, já que o auto-implante apresenta um excelente resultado", orienta Dr. Marcelo." /> Para os homens que sofrem com a perda de cabelos e não querem resolver o problema raspando a cabeça, há duas técnicas de implantes capilares que garantem que a calvície não seja mais um incômodo. Os procedimentos FUT (Follicular Unit Transplantation ou Transplante de Unidades Foliculares) e FUE (Follicular Unit Extraction ou Extração de Unidades Foliculares) utilizam os próprios cabelos do paciente para enxertá-los em outras partes do couro cabeludo.
As técnicas modernas utilizadas pelo cirurgião plástico Marcelo Daher para resolver o problema de quem perdeu o cabelo garantem um resultado natural. "A técnica FUE é feita fio a fio, durante o procedimento, nós retiramos aproximadamente 2 mil folículos pilosos da nuca do paciente. Isso é o suficiente para esconder as chamadas entradas na parte frontal", explica o cirurgião. Segundo o Dr. Marcelo, o implante é indicado para quem tem cabelos firmes na região da nuca, pois são esses que serão usados para o transplante.
Na técnica FUT, folículos contidos em micrografts (microenxertos) são retirados da parte posterior da cabeça, na região occiptal e transplantados para a zona calva anterior ou na área da coroa. "A cirurgia é feita sob anestesia local mais sedação, geralmente na parte da manhã e o paciente vai pra casa a tarde. Não usamos curativo", explica o Dr. Marcelo Daher. Nas duas técnicas é utilizado o cabelo do próprio paciente. Segundo o médico, o resultado é ótimo e natural. É importante seguir os cuidados do pós-operatório utilizando cosméticos indicados pelo médico.
Em alguns casos, é necessária mais de uma intervenção para que o implante seja eficaz onde não nasce mais cabelo. De acordo com Dr. Marcelo, quem sofre com a perda gradual dos cabelos deve, primeiramente, procurar um especialista na área de dermatologia. "O ideal é consultar um dermatologista para tentar resolver o problema com tratamento clínico através de medicação e procedimentos estéticos. Se for estabelecido que o caso é irreversível, o paciente deve procurar um cirurgião plástico, já que o auto-implante apresenta um excelente resultado", orienta Dr. Marcelo."/>

notícias
 
Técnicas combatem a calvície masculina

Implantes que utilizam o cabelo do próprio paciente garantem resultado natural

A perda gradual e progressiva de cabelos, conhecida como calvície, é um problema que atinge principalmente os homens. Segundo o cirurgião plástico Marcelo Daher, há dois tipos: multifatorial e hereditária. A calvície multifatorial é gerada por fatores externos como, por exemplo, excesso de tensão, estresse, oleosidade da pele e testosterona. "Nesse caso, a calvície pode ser reversível com tratamentos à base de massagens e remédios", explica o médico. Segundo Dr. Marcelo, quando o problema é genético, a única solução eficiente é o processo cirúrgico.
Para os homens que sofrem com a perda de cabelos e não querem resolver o problema raspando a cabeça, há duas técnicas de implantes capilares que garantem que a calvície não seja mais um incômodo. Os procedimentos FUT (Follicular Unit Transplantation ou Transplante de Unidades Foliculares) e FUE (Follicular Unit Extraction ou Extração de Unidades Foliculares) utilizam os próprios cabelos do paciente para enxertá-los em outras partes do couro cabeludo.
As técnicas modernas utilizadas pelo cirurgião plástico Marcelo Daher para resolver o problema de quem perdeu o cabelo garantem um resultado natural. "A técnica FUE é feita fio a fio, durante o procedimento, nós retiramos aproximadamente 2 mil folículos pilosos da nuca do paciente. Isso é o suficiente para esconder as chamadas entradas na parte frontal", explica o cirurgião. Segundo o Dr. Marcelo, o implante é indicado para quem tem cabelos firmes na região da nuca, pois são esses que serão usados para o transplante.
Na técnica FUT, folículos contidos em micrografts (microenxertos) são retirados da parte posterior da cabeça, na região occiptal e transplantados para a zona calva anterior ou na área da coroa. "A cirurgia é feita sob anestesia local mais sedação, geralmente na parte da manhã e o paciente vai pra casa a tarde. Não usamos curativo", explica o Dr. Marcelo Daher. Nas duas técnicas é utilizado o cabelo do próprio paciente. Segundo o médico, o resultado é ótimo e natural. É importante seguir os cuidados do pós-operatório utilizando cosméticos indicados pelo médico.
Em alguns casos, é necessária mais de uma intervenção para que o implante seja eficaz onde não nasce mais cabelo. De acordo com Dr. Marcelo, quem sofre com a perda gradual dos cabelos deve, primeiramente, procurar um especialista na área de dermatologia. "O ideal é consultar um dermatologista para tentar resolver o problema com tratamento clínico através de medicação e procedimentos estéticos. Se for estabelecido que o caso é irreversível, o paciente deve procurar um cirurgião plástico, já que o auto-implante apresenta um excelente resultado", orienta Dr. Marcelo.

Fonte: Prima Press
 
 



Voltar




 
Leblon | Rio de Janeiro | RJ | Tel 21 2219.4380