Superstição e sabor: sugestões de locais para comer nhoque no dia 29 Deste então, há quem realize todo dia 29 o ritual de colocar uma nota de qualquer valor sob um prato com nhoque, fazendo pedidos ao ingerir as sete primeiras unidades.
De receita simples (massa preparada à base de batata, farinha de trigo ou mandioca, acompanhada pelos mais diversos molhos), o nhoque é considerado o prato mais antigo da Itália. Os antigos romanos já comiam a massa no século X a.C.
Em alguns badalados restaurantes do Rio de Janeiro, como Brigite's, Don Camillo e Zuka, o nhoque é a estrela de alguns dos pratos principais. No Brigite's, localizado na Dias Ferreira, no Leblon, ele é feito de batata e acompanha polpetone de carne e creme de parmesão, no chamado Gnocchi con Polpette, por R$ 62. Na mesma Dias Ferreira, o Zuka oferece um nhoque feito à base de batata baroa, acompanhado por cabra, tomate e manjericão, pelo valor de R$ 44. Já o Don Camillo, situado em plena avenida Atlântica, em Copacabana, serve o Gnocchi al Pomodoro e Basílico (R$ 39,50), uma versão clássica do nhoque servida com molho de tomate, alho e manjericão.
" /> Deste então, há quem realize todo dia 29 o ritual de colocar uma nota de qualquer valor sob um prato com nhoque, fazendo pedidos ao ingerir as sete primeiras unidades.
De receita simples (massa preparada à base de batata, farinha de trigo ou mandioca, acompanhada pelos mais diversos molhos), o nhoque é considerado o prato mais antigo da Itália. Os antigos romanos já comiam a massa no século X a.C.
Em alguns badalados restaurantes do Rio de Janeiro, como Brigite's, Don Camillo e Zuka, o nhoque é a estrela de alguns dos pratos principais. No Brigite's, localizado na Dias Ferreira, no Leblon, ele é feito de batata e acompanha polpetone de carne e creme de parmesão, no chamado Gnocchi con Polpette, por R$ 62. Na mesma Dias Ferreira, o Zuka oferece um nhoque feito à base de batata baroa, acompanhado por cabra, tomate e manjericão, pelo valor de R$ 44. Já o Don Camillo, situado em plena avenida Atlântica, em Copacabana, serve o Gnocchi al Pomodoro e Basílico (R$ 39,50), uma versão clássica do nhoque servida com molho de tomate, alho e manjericão.
"/>

notícias
 
Superstição e sabor: sugestões de locais para comer nhoque no dia 29

Os amantes de um dos pratos mais populares da culinária italiana podem saborear nhoque à vontade no dia 29 de cada mês. Isso porque em todos os dias 29, comemora-se o "Dia do Nhoque da Sorte". A lenda é baseada na história de São Pantaleão, que perambulava em busca de comida por um vilarejo na Itália, no dia 29 de dezembro (não se sabe o ano ao certo). Segundo a história, uma família grande, porém, humilde, dividiu com ele uma pequena porção de nhoque, o que resultou em, aproximadamente, sete massinhas para cada um. Ao retirar a mesa, a família descobriu uma grande quantidade de dinheiro embaixo de cada um dos pratos.
Deste então, há quem realize todo dia 29 o ritual de colocar uma nota de qualquer valor sob um prato com nhoque, fazendo pedidos ao ingerir as sete primeiras unidades.
De receita simples (massa preparada à base de batata, farinha de trigo ou mandioca, acompanhada pelos mais diversos molhos), o nhoque é considerado o prato mais antigo da Itália. Os antigos romanos já comiam a massa no século X a.C.
Em alguns badalados restaurantes do Rio de Janeiro, como Brigite's, Don Camillo e Zuka, o nhoque é a estrela de alguns dos pratos principais. No Brigite's, localizado na Dias Ferreira, no Leblon, ele é feito de batata e acompanha polpetone de carne e creme de parmesão, no chamado Gnocchi con Polpette, por R$ 62. Na mesma Dias Ferreira, o Zuka oferece um nhoque feito à base de batata baroa, acompanhado por cabra, tomate e manjericão, pelo valor de R$ 44. Já o Don Camillo, situado em plena avenida Atlântica, em Copacabana, serve o Gnocchi al Pomodoro e Basílico (R$ 39,50), uma versão clássica do nhoque servida com molho de tomate, alho e manjericão.


Fonte: Prima Press
 
 



Voltar




 
Leblon | Rio de Janeiro | RJ | Tel 21 2219.4380